Seguidores

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Para as roupas de inverno durarem mais

O verão está chegando, as temperaturas irão subir e é hora de guardar casacos, jaquetas, blusas de malha e de lã, cachecóis, luvas, gorros, cobertores e edredons. No entanto, é preciso saber como guardar todos os itens para não tomar nenhum susto no próximo ano, quando o inverno chegar. Quem dá as dicas é Ricardo Monteiro, gerente operacional da Quality Lavanderia, para ajudar você a garantir a beleza e a durabilidade de sua roupa.
 
Antes de guardar as peças do inverno, é preciso higienizá-las corretamente. “Os maiores causadores das alergias respiratórias são o mofo, a poeira e os ácaros que nelas habitam”, diz Ricardo Monteiro. Além disso, anote:

1) Os ácaros se alimentam de resíduos da pele (escamação) e, apesar de terem vida curta (50 dias em média), se reproduzem rapidamente aos milhões. Quanto maior for o número de ácaros, mais alergias eles provocarão. Artigos como bichos de pelúcia, tapetes, almofadas, travesseiros, edredons e cobertores normalmente são utilizados por muito tempo sem lavar, por isso acumulam um número enorme de ácaros, que acabam provocando pequenas alergias até nas pessoas não alérgicas. Pessoas mais sensíveis podem ter sérios problemas. Mesmo que não tenham manchas visíveis ou cheiro de pó, o mofo pode estar presente, através de micro-organismos, principalmente os ácaros.

2) Depois de limpas, as roupas precisam ser guardadas com proteção adequada– os sacos de TNT (tecido não-tecido) – evitando-se sacos plásticos, que provocam umidade e, portanto, mofo. Além disso, é recomendável deixá-las arejar em local ventilado e sem sol uma vez por mês. Longe do sol, as fibras dos tecidos não se queimam nem ficam amarelas ou desbotadas.

3) Roupas pesadas que tenham uso frequente devem ser lavadas assim que apresentarem qualquer tipo de sujeira. As peças devem ser guardadas limpas, em qualquer estação. Tecidos guardados logo depois do uso adquirem manchas de oxidação, mofo e ácaros e atraem traças.

4) Artigos de couro exigem tratamento especial e diferenciado. Casacos, calças, jaquetas e luvas devem ser levados periodicamente a uma lavanderia para o procedimento adequado de limpeza e higienização. Por ser material de extrema delicadeza, deve ser acomodado em cabide de ombro largo, precisa ser colocado constantemente para ‘respirar à sombra e deve ser guardado limpo. As peças de couro são as de mais difícil conservação.

5) Edredons e cobertores devem ser guardados com capas de TNT, que permitem ventilação. Outra dica importante: se a máquina de lavar roupa não for adequada para lavagem dessas peças grandes e pesadas, aconselha-se a lavá-las em boas lavanderias. Vale lembrar: dependendo da qualidade da manta interna, o edredon pode perder até 50% de seu volume em uma única limpeza.

6) Roupas de lã e de malha, mesmo aparentemente limpas, carregam suor, vestígios de maquiagem, poluição, poeira e, muitas vezes, respingos de alimentos. O maior problema são as manchas, inclusive de desodorantes. Guardadas sem limpeza, as peças sofrem a ação do tempo e oxidam. Por isso, mesmo a roupa guardada aparentemente sem vestígios pode apresentar manchas permanentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário me deixa muito feliz, não saia sem comentar.
Bjs
Rô Santana