Seguidores

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Oi meninas

Olá meninas tudo bem?

Desculpe o sumiço aqui do blog e espero que vocês entendam o meu motivo.

Por estar grávida, meu tempo anda meu curto e meu pensamento mudou.  O pouco tempo que me sobra eu tiro pra cuidar das coisas do bebê e descansar um pouco.

Agora meu pensamento só gira em torno da grávidez e por isto falta assunto e tempo para me dedicar ao blog.

Criei um novo blog onde falo somente sobre a minha gravidez e assuntos ligados a gestação.

Não irei abandonar o blog, mas os posts não será tão frequentes como antes.

Espero que minhas seguidoras entendam e continuem me visitando.

O meu novo blog é http://www.dotamanhodoceu.blogspot.com/

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Dicas para gestantes e futuras gestantes

As grávidas têm um motivo a mais para ficar de olho na alimentação. De acordo com uma pesquisa do Instituto Nacional de Pesquisa Agronômica da França, uma dieta rica em ácidos graxos ômega 3 - encontrados em peixes (cavala, salmão e atum), nozes e sementes de abóbora e linhaça - diminui o risco de o filho ter alergia alimentar. Os dados são do jornal The Telegraph.
 
O hábito torna as paredes do intestino do bebê mais permeáveis, o que permite que mais substâncias alimentares e bactérias passem para a corrente sanguínea, fazendo com que o sistema imunológico produza anticorpos.
 
Outros estudos descobriram que uma dieta contendo peixe ou óleo de nozes durante a gravidez pode tornar o bebê mais inteligente. Nossa pesquisa sugere que tais suplementos também aceleram o desenvolvimento de um sistema imunológico saudável para evitar alergias alimentares", disse a cientista Gaëlle Boudry.
 
Para chegar a essa conclusão, a equipe analisou porcos, que apresentam modelo intestinal semelhante ao humano. Algumas fêmeas gestantes e lactantes (que estavam amamentando) receberam óleo de semente de linhaça. Os leitões desse grupo apresentaram maior permeabilidade nas paredes do intestino, em comparação com os de mães com dieta sem suplemento.


sábado, 21 de janeiro de 2012

Hoje é meu Aniversário

Eba eba eba eba hoje é meu Happy Birthday!!!!!!!!!!!!


Estou muitissimo feliz pois já recebi antecipadamente meu maior presente, "estou grávida de 4 meses" e não poderia estar recebendo um presente melhor.



sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Saiba escolher o hidratante certo

O mercado possui uma grande variedade de produtos para cuidar da beleza de sua pele. Escolher qualquer um na prateleira e leva para casa não tem mal nenhum – afinal, todos são hidratantes. Mas, se você escolher um hidratante feito sob medida para a sua necessidade, o resultado obtido será sempre melhor. E você merece uma pele saudável e linda, não é?

De acordo com a sua idade e tipo de pele, existe um hidratante apropriado e que vai trazer os resultados que você merece. A dermatologista Carla Vidal, de São Paulo, explica que uma pele oleosa, por exemplo, exige o uso de cosméticos com ativos que ajudem no controle da oleosidade. “Os produtos devem ser mais leves, para não resultar na oclusão dos poros, agravando ainda mais a oleosidade.”

Os cremes para uma pele seca possuem ingredientes capazes de reter mais água durante a perda natural ao longo do dia. Uma pessoa com esse tipo de pele deve evitar fatores que possam agravar a desidratação. Banhos quentes e demorados devem ser cortados, assim como o uso excessivo de sabonetes sem componentes hidratantes. Não se esqueça de abusar da ingestão de líquidos, ferramentas importantes no auxílio do restabelecimento da hidratação diária.

Já a mista é a que requer cuidados mais específicos. “Ela deve ser acompanhada de perto por um dermatologista”, afirma Carla. Pequenos fatores no dia a dia são capazes de desequilibrar completamente esse tipo de pele, que está entre a oleosa e a seca.

Os cuidados devem ser redobrados no clima frio, seco, de sol intenso, ou quando você visitar um local de neve. Os extremos de temperatura são ocasiões em que a pele apresenta maior probabilidade de desidratação e pigmentação. Por isso, se for viajar de avião leve sempre um hidratante na bolsa de mão, por causa do ar frio e da pouca umidade. A mesma coisa vale para o fim de semana na praia. Não economize no uso do protetor solar e no hidratante pós-banho, além de consumir muita água e água de coco.

O ideal mesmo é cuidar de sua pele o ano inteiro. Só assim você vai conseguir mantê-la sempre hidratada e saudável. Seja qual for clima que ela tiver que enfrentar, tudo será melhor se ela estiver bem protegida. Consulte seu dermatologista para ele indicar os produtos mais recomendados para o seu tipo de pele. Ele te orientará e buscará formas adequadas para você se cuidar, seja com o uso de cremes ou com outros hábitos que influenciam a qualidade da pele. Ter uma alimentação saudável é uma das maneiras encontradas para beneficiar a hidratação diária.

Fique atenta: cada tipo de pele requer diferentes recomendações. Todas merecem os devidos cuidados para a proteção e manutenção da hidratação. E, quanto melhor está a nossa pele, mais carinho queremos dar e receber, não é? Divida esse momento com seu namorado. Ele vai adorar.


quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Cuidando dos nossos pés

Ter os pés bonitos e saudáveis é um desejo de quase todo mundo, principalmente durante o verão, estação em que eles costumam ficar bem à mostra. Mas antes de colocar os pezinhos de fora, alguns cuidados são mais do que necessários para evitar qualquer tipo de constrangimento. Por isso, fique atento e anote as dicas que daremos a seguir.

Micoses
A grande maioria das pessoas já foi vítima, alguma vez na vida, dos fungos causadores das micoses, não é mesmo? Por isso, é de suma importância combatê-las, secando bem os cantinhos entre os dedos, utilizando meias de algodão que não retêm umidade, colocando os sapatos para "pegar um ar" pelo menos uma vez por semana e usando chinelo para caminhar pelas areias da praia ou para tomar banho e andar pelos vestiários na academia. "Todos esses cuidados afastam para bem longe o risco de contaminação porque evitam o calor e a umidade, fatores que favorecem muito a proliferação dos fungos, principalmente nos dias de calor", explica Carla Albuquerque, dermatologista especialista em dermatologia clínica.

As micoses também atingem bastante as unhas dos pés. A ação dos micro-organismos deixa a unha amarelada e esfarelada, podendo causar dor, mal-estar, inchaço e febre. O tratamento costuma ser à base de antifúngicos de uso tópico, como cremes e loções, e medicamentos orais, dependendo da intensidade do caso.

Sola do pé
Os dias quentes de verão combinam com calçados leves e arejados. Mas de nada adianta ter uma sandália linda ou um chinelo super confortável se a sola do pé estiver completamente ressecada e esbranquiçada. Uma solução para acabar com o problema é a hidratação. "O uso diário de cremes hidratantes específicos ajuda a prevenir contra fissuras e ressecamento da sola do pé e dos calcanhares. E quem deseja uma hidratação mais profunda pode passar uma camada de creme e envolver o pé com filme de PVC por cerca de 10 minutos. Isso ajuda, acelera e intensifica a hidratação", recomenda Orlando Madella Jr., podólogo e professor, membro da Associação Brasileira de Podólogos (ABP).

Unhas
Certamente, um dos problemas mais comuns e terríveis de se enfrentar quando o assunto são os pés é a unha encravada. A penetração do canto da unha na pele, que pode ser seguida de inflamação e infecção local, deixa o pé com uma aparência ruim, além de causar muita dor. Por isso, é preciso ter cuidado. "Para ter uma unha saudável, é muito importante que haja boas condições de limpeza e isso envolve cortar as unhas corretamente, sem tirar os cantos, e somente com instrumentais limpos e esterilizados", alerta Madella Jr.

Calos
Quem nunca teve um calinho chato doendo no pé? Pois é. Bastante comum em muitas pessoas, os calos são uma reação natural da pele a algum trauma constante na região ou pela própria constituição óssea. Quando o atrito é causado pelo andar, os calos aparecem nos calcanhares ou na sola. Já aqueles que surgem em cima dos dedos são causados pelo uso de sapatos apertados e de salto alto. Para acabar com esse inconveniente, recomenda-se o uso de lixa para os pés, principalmente nas partes mais ásperas e sobre os calos, após o banho ou depois de deixar os pés de molho por algum tempo. Aí sim, é só colocar os pés para cima e curtir as férias de verão.

 

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Como engravidar e se manter linda

Ao engravidar, é quase unânime entre as mulheres a preocupação com a aparência. Ganhar alguns quilos e ter que abandonar algumas técnicas de estética pode apavorar as gestantes. Mas não se preocupe, pois, mesmo o período inspirando cuidados, é possível se manter bela e não mudar tanto o visual.
Os primeiros três meses da gestação são os que requerem mais cuidados e, por isso, a maior parte das técnicas de beleza deve ser deixada de lado, como tingir os cabelos, fazer progressiva ou depilar com cera. “Alguns procedimentos não são invasivos e, provavelmente, não são maléficos à saúde da mamãe e do bebê, mas indicamos que a paciente evite para não correr nenhum risco”, alerta o Dr. Mauro Grynszpan, ginecologista e obstetra do Hospital Santa Joana.
Passado o período de atenção, a mulher pode voltar a fazer algumas coisas que estava acostumada. Vale lembrar que o bebê ainda no útero recebe todos os estímulos da mãe e aquilo que é absorvido pelo corpo dela, portanto evite químicas e se mantenha linda com seu bebê saudável.
Cabelos
De acordo com Dr. Mauro, no primeiro trimestre a mulher deve deixar de tingir os cabelos. O couro cabeludo tem alto poder de absorção e a amônia presente nos corantes pode chegar ao feto e prejudicá-lo. “Mas a partir do terceiro mês, ela pode tingir, preferencialmente com xampu tonalizante ou fazendo reflexo com proteção do couro cabeludo”, indica.
Outro procedimento comum entre as mulheres é a progressiva. Este deve ser deixado de lado durante toda a gravidez, já que possui uma química muito forte e agressiva ao organismo do bebê.
Unhas
Cuidar das unhas na gravidez é completamente liberado. Manter a cutícula feita, as unhas pintadas e realizar os cuidados que está acostumada não prejudica a mãe nem o feto. As mãos ficam expostas o tempo todo e as mulheres costumam cuidá-las. Na gestação não precisa ser diferente. “Algumas pacientes pedem até para fazer as unhas antes do parto. Alguns dias antes e com esmalte clarinho não há problema”, explica Dr. Mauro.  
Pele
Tratamentos de pele que envolvam ácidos ou outros cosméticos agressivos devem ser evitados. Aqueles que cuidam da acne e são mais naturais, como os que utilizam vapor, por exemplo, são completamente liberados. O médico indica que a mulher consulte o ginecologista, mas não faça nenhum procedimento que não esteja acostumada sem orientação.
Maquiar-se é permitido ao longo de toda a gestação. A única restrição fica por conta de técnicas de maquiagem definitiva, como as que desenham a sobrancelha. A química da tinta pode ser prejudicial e deve ser evitada.
Corpo
Depilar está liberado também, mas as técnicas que utilizam cera podem ser evitadas nos primeiros meses. Segundo o ginecologista, se o profissional for qualificado e a mãe se sentir à vontade, é provável que o procedimento não cause nenhum dano à saúde da mulher e do bebê, mas para que não cause preocupações, o melhor é deixar de fazer por algum tempo.
Mas o cuidado que a mulher mais deve buscar durante os nove meses para se manter bonita e saudável está relacionado com o corpo. Manter um ritmo de exercícios moderados é importante. “Caminhar ou praticar qualquer exercício sem muito impacto que lhe dê prazer é muito interessante. A mulher não ganha quilos em excesso, elimina celulites e cuida da saúde. A maior preocupação sempre está relacionada com o ganho de peso, portanto a atividade física é a melhor forma de se manter bonita e não comprometer o seu bem-estar”, afirma Mauro.


sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Primeiro trimestre de gestação requer cuidados

Engravidar não é sinônimo de doença, mas alguns cuidados devem ser tomados especialmente no primeiro trimestre da gestação. Nesta fase, o embrião está sendo fixado no útero e algumas atitudes da mãe podem prejudicar o feto. Não é preciso alarde, mas é importante seguir algumas recomendações para poder, então, curtir a gravidez e esperar o bebê com tranquilidade.

No geral, os hábitos da mãe devem ser saudáveis durante toda a gestação. “Antes de engravidar, é indicado que se faça suplementação com ácido fólico para prevenir problemas neurológicos no feto. Além disso, no primeiro trimestre, o ideal é que a mulher não fume, evite bebidas alcoólicas e tenha hábitos alimentares saudáveis”, explica o Dr. Marco Antônio Capel Cardoso, ginecologista e obstetra da Pro Matre Paulista.

Corpo em movimento
Se a mãe já pratica algum exercício ou é atleta, não deve parar de correr ou nadar, por exemplo. De acordo com o Dr. Marco, a intensidade deve ser um pouco menor, mas não é preciso abandonar o esporte.

O cuidado maior fica por parte das mamães que nunca fizeram atividades físicas. Se quiserem iniciar, o melhor é esperar o primeiro trimestre passar e, então, escolher um exercício leve.

As atividades físicas aquáticas são bastante recomendadas para gestantes. “Costumo indicar hidroginástica e natação para aquelas que não praticavam antes. Os exercícios são benéficos para a saúde e, por serem na água, não têm muito impacto no corpo”, diz o Dr. Luiz Fernando Leite, ginecologista e obstetra do Hospital e Maternidade Santa Joana.

Carnes bem passadas
É comum ouvir que nos três meses iniciais da gravidez, a mulher não deve consumir peixe cru e carnes mal passadas, além de evitar frutos do mar. Segundo os dois especialistas, o melhor é mesmo seguir a recomendação para não correr riscos de contaminação por bactérias e toxoplasmose, que podem estar presentes nestes alimentos.

De acordo com Dr. Marco, nos seis meses seguintes, vale o bom senso. A alimentação deve ser saudável, com uma dieta fracionada. “Os intervalos entre uma refeição e outra devem ser curtos. A futura mamãe deve evitar passar longas horas em jejum e preferir comidas com menos calorias e de fácil digestão, especialmente se sentir náuseas”, diz.

Evite químicas nos cabelos
A opinião sobre tingir os cabelos muda de médico para médico. Nos primeiros meses, qualquer química é restrita. Mas, segundo Dr. Luiz Fernando, a partir do terceiro mês, reflexo e tintura podem ser feitos. “Os riscos estão na grande capacidade de absorção do couro cabeludo. Progressiva não deve ser feita em hipótese alguma durante os nove meses”, ressalta Dr. Marco.

Banho de imersão
Outro ponto bastante controverso é em torno dos banhos de imersão. Alguns especialistas dizem que, no primeiro trimestre, devem ser evitados, tanto em banheiras quanto na piscina ou no mar. Já os médicos Marco e Luiz Fernando afirmam que, se houver sangramento, os banhos devem ser suspensos. Caso contrário, estão liberados, desde que feitos com parcimônia.

Vale lembrar que a temperatura elevada de uma hidromassagem, por exemplo, pode fazer a gestante sentir-se mal e ter queda da pressão arterial, portanto deve ser evitada. E, de acordo com Luiz Fernando, é permitido entrar no mar, desde que não receba o impacto das ondas de frente.

Exames primordiais
O pré-natal é a melhor forma de prevenir riscos e manter a saúde do bebê e da mãe. Nos três primeiros meses, todas as gestantes devem fazer hemograma completo, teste de glicemia, tipagem sanguínea e fator RH, pesquisa das viroses, rubéola, toxoplasmose, citomegalovírus, sífilis, HIV e hepatites B e C. O obstetra ainda solicitará exames de urina e fezes, e o primeiro ultrassom para verificar o coração do feto e saber se a gestação é única ou de gêmeos.