Seguidores

domingo, 11 de setembro de 2011

Como encontrar uma pessoa que cuide do seu filho enquanto você trabalha

O momento de voltar ao trabalho e deixar o filho aos cuidados de outra pessoa é difícil para qualquer mãe. Você deixa de ficar 24 horas ao lado dele e passa a vê-lo apenas pela manhã e à noite. Mas a relação de mãe e filho não depende somente do tempo que você passa com eles, mas também da ligação afetiva que existe entre vocês – e isso pode ser mantido independentemente da sua volta ao trabalho.

"Hoje em dia, isso é cada vez mais comum. Por isso, o importante é chegar em casa e estar disponível para o seu filho. Esqueça o trabalho e aproveite os momentos que você tem ao lado dele", afirma a psicóloga e psicoterapeuta Andreia Calçada.

Se bem selecionada, uma babá pode ser uma boa opção de companhia para seu filho. Na hora de escolher, o fundamental é a empatia entre vocês. É preciso confiar nessa pessoa. Afinal, ela irá assumir grande parte da responsabilidade pelo cuidado das crianças. "O casal deve ter uma conversa mais aprofundada com a babá para saber o que ela pensa da vida, sobre educação, como lida com as pessoas, qual o seu olhar, forma de viver, se tem filhos ou não. Isso tudo já traz uma grande bagagem sobre o perfil dela", destaca Andreia. Segundo a psicóloga, a babá deve ser alguém que saiba ser exigente na educação, tenha interação com a criança e consiga obedecer as tarefas delegadas por você.

Depois disso, peça referências e analise a experiência dela. É importante você saber o motivo da saída do último emprego, por quanto tempo trabalhou e qual era a rotina da casa. Ligue também para a antiga patroa e pergunte como era o comportamento dela com as crianças. Cuidado com indicações que chegam apenas com telefone celular – é possível que uma pessoa inescrupulosa passe o contato de uma amiga e não de uma verdadeira ex-patroa. Também é conveniente conferir as anotações na carteira de trabalho – datas e nomes – para verificar se batem com as informações passadas na entrevista.

"A babá deve ser uma pessoa flexível para aceitar as orientações da mãe. Ela irá olhar as necessidades das crianças e não fazer o que acha melhor", afirma a psicopedagoga Nivea Maria de Carvalho Fabricio. A personalidade da babá deve combinar com a da mãe. Só assim vocês poderão se entender.

Feita a escolha, é hora de "treinar" a babá. Mostre como você quer que seu filho seja tratado, o que pode comer, onde ficam os brinquedos, o que ela pode fazer durante o dia ou onde pode ir. Lembre-se que ela não conhece a rotina da sua casa e, se isso não for explicado, pode acabar fazendo algo que você não goste.
Outra opção é recorrer aos berçários, escolinhas ou day care. A escolha também deve ser feita com calma e muita pesquisa. Afinal, você irá confiar o seu bem mais precioso a pessoas até então desconhecidas para você. Mas é importante lembrar que os berçários ou escolinhas possuem profissionais capacitados e toda uma estrutura, como brinquedos, cuidados com higiene e alimentação e segurança.

A principal vantagem desses lugares é que seus filhos podem conviver com outras crianças, desenvolvendo a sociabilidade do seu filho e fazendo com que ele aprenda a compartilhar as coisas.




2 comentários:

  1. Oi, Rô!

    Dicas essenciais para quem depende de uma babá para cuidar dos filhos. Adorei a receita da batata assada.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Rô,

    Acho q essa é uma das maiores preocupações de uma mãe . aiaia Babá ou creche? rsrs

    bjos,

    ResponderExcluir

Seu comentário me deixa muito feliz, não saia sem comentar.
Bjs
Rô Santana