Seguidores

domingo, 4 de dezembro de 2011

Alimentação e quimioterapia

A quimioterapia é um dos maiores aliados no combate ao câncer, garantindo a cura da doença em grande número dos casos. No entanto, durante o tratamento, é possível que o paciente sofra efeitos colaterais, como náuseas e diminuição da vontade de comer. Para amenizar essas sensações, algumas mudanças nos hábitos alimentares podem ser muito úteis.

Se a pessoa sentir menos fome, o ideal é procurar respeitar ainda mais um horário regular para as refeições. Isso torna o organismo mais receptivo à comida. Quando o apetite estiver bem reduzido, porém, uma sugestão é optar por lanches nutritivos em vez da refeição normal. O mesmo vale para o caso de enjoos prolongados, em que é mais difícil aceitar alimentos mais pesados.

Uma sugestão da nutricionista Júlia Lacerda Silveira, de São Paulo, para esses momentos é bater no liquidificador banana, mamão, maçã, abacate e raspas de amêndoas com leite – uma mistura bem nutritiva. “Mesmo assim, as alterações no cardápio devem ser feitas sob a consulta ao médico que acompanha o tratamento quimioterápico”, ressalta Júlia.

Se a pessoa já não abusa de gorduras, açúcares e frituras, durante o tratamento não são necessárias mudanças drásticas na alimentação. É importante, pelo menos, manter um consumo variado de vitaminas, minerais e fibras para que o corpo receba todas as substâncias necessárias à boa saúde. Segundo a nutricionista, a restrição maior fica por conta da ingestão de bebidas alcoólicas. “A absorção do álcool no fígado é capaz de prejudicar a absorção dos medicamentos da quimioterapia”, explica.

Reduzindo o enjoo

Outro efeito comum em pessoas que estão passando pela quimioterapia é a baixa nos níveis de proteína do organismo. Desse modo, a nutricionista recomenda o consumo frequente de carnes, sendo melhores as mais magras, como frango e peixe – de preferência, sem adição de óleo no preparo. O óleo, principalmente o reutilizado (o reaproveitamento é comum em certas lanchonetes e restaurantes), produz substâncias que irritam o aparelho digestivo, piorando a sensação de náusea e os casos de diarreia. É bom, portanto, ir devagar com as frituras.

“Os molhos gordurosos também devem ser evitados, principalmente aquelas à base de gordura animal, como o creme de leite. A gordura animal retarda a digestão dos alimentos e pode prolongar os enjoos. É preferível optar por temperos feitos de ervas aromáticas naturais”, afirma a nutricionista.

O consumo de alimentos quentes também pode contribuir para o enjoo. Sendo assim, outra dica é colocar no prato comidas frescas e em temperatura ambiente. Vale ainda o cuidado com os itens mais ácidos e picantes, muito crocantes ou duros. Como a quimioterapia aumenta a sensibilidade do corpo, eles podem até ferir a boca ou trazer outros desconfortos conforme o caso.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário me deixa muito feliz, não saia sem comentar.
Bjs
Rô Santana