Seguidores

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

óleo corporal ou hidratante

Descubra qual hidrata mais e como usar corretamente

A hidratação da pele é fator fundamental para evitar uma série de males como ressecamento, estrias, foliculite, entre outros. A tarefa, porém, requer alguns minutos de dedicação diária, mas, pela correria do dia a dia ou mesmo até nas estações mais frias do ano, muitas mulheres têm trocado o creme hidratante pelo óleo corporal. A má notícia é que, apesar de mais prático, o processo é inútil, já que o óleo, sozinho, não hidrata a pele.

Como assim não hidrata? A explicação científica é simples: O óleo não tem a capacidade de penetrar na pele, por isso não consegue hidratá-la de maneira profunda. Sua única função é criar uma película sobre ela, com isso, apenas evita que a pele perca água dificultando o processo de ressecamento, mas para que isso aconteça ainda é preciso usar de maneira correta, e (pasmem) não é durante o banho.

“Muitas pessoas confundem e acabam usando o óleo do jeito errado. O certo é usá-lo antes do banho justamente para impedir o ressecamento que vem a seguir, principalmente por causa da água quente”, explica a Dra. Ana Célia Xavier, dermatologista do Hospital São Camilo. Por isso, usar o hidratante todos os dias, no inverno ou no verão, é imprescindível.

Hidratante + óleo corporal
Uma boa hidratação pode ser garantida se a mulher unir os dois processos, tanto o óleo, antes do banho, quanto o uso do hidratante depois dele, já que, após o banho, os poros ficam dilatados e o creme penetra melhor. “Hidratar bem a pele é a melhor saída para a prevenção de estrias e da flacidez. Para isso, a mulher pode associar o uso de óleos com hidratantes”, recomenda a dermatologista.

Durante a gestação, esse cuidado deve ser redobrado. Portanto, nada de usar apenas o óleo de amêndoas. “Na gravidez, sabonetes e outros agentes de limpeza que retiram gordura da pele devem ser evitados. E, após o banho, a mulher deve se enxugar para então passar o creme hidratante”, explica a médica. Nessa hora, vale uma dica, as mãos do marido podem ajudar, já que durante a gravidez a mulher sofre com uma limitação dos movimentos.

Vale lembrar que os cremes hidratantes devem ser escolhidos de acordo com cada tipo de pele. “Cada um deles têm princípios ativos diferentes que vão ter o efeito de hidratação”, explica a esteticista Samanta Hirafuju Nozue.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário me deixa muito feliz, não saia sem comentar.
Bjs
Rô Santana